5 CURIOSIDADES SOBRE A INDÚSTRIA PARANAENSE

 

Segundo pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), a indústria paranaense tem se recuperado gradualmente nos últimos meses. Em março, o Paraná registrou superávit de US$ 580 milhões, impulsionado, principalmente, pelo bom desempenho das exportações da indústria de carnes, madeira e celulose e automotiva.

De acordo com outro estudo, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria paranaense é responsável por 25,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado. É o segundo setor mais rentável, superado apenas pelo setor de serviços.

Além disso, o Paraná possui cerca de 50 mil estabelecimentos industriais, de 32 segmentos, que geram 760 mil empregos. Esses dados demonstram o quão importante é o papel da indústria para o desenvolvimento do estado e do país. Por isso, selecionamos 5 curiosidades para que você entenda um pouco mais sobre o tema. Confira:

1. Panificação é um setor industrial

Pouca gente sabe, mas a panificação também é um setor industrial, voltado para o comércio do atacado. A produção de grandes quantidades de pães embalados e congelados, como os panetones, as massas de pizza e vários outros produtos, garantem a competitividade do setor.

O setor de panificação é bastante concorrido. De acordo com dados de 2015, em todo o Brasil existem mais de 63 mil padarias, das quais, 96% são micro e pequenas empresas. No Paraná, disputam a preferência dos consumidores cerca de 4500 padarias, das quais, 1600 estão localizadas em Curitiba.

2. Indústria audiovisual registra crescimento extraordinário

Com um mercado que emprega 98 mil pessoas em todo o país, o setor audiovisual brasileiro gera R$ 25 bilhões ao ano, uma fatia equivalente a 0,46% do PIB brasileiro. Nas últimas décadas, a produção audiovisual nos países da América Latina tem experimentado um crescimento extraordinário. Em 1992, o Brasil lançou apenas três filmes no circuito exibidor e a Argentina, somente dez. Já em 2017, foram lançados 158 filmes brasileiros e 217 longas argentinos, sendo a Argentina uma referência para o cinema na América Latina.

No Paraná, a produção audiovisual, hoje, deve ser vista realmente como indústria, que gera empregos e ocupa o quarto lugar em arrecadação de impostos no Brasil. O estado está muito bem representado, e não só pela sua capital, mas, também, por outros municípios, como Foz do Iguaçu e Londrina, por exemplo.

3. Indústria da moda paranaense é destaque no país

A cada ano, a indústria da moda paranaense ganha mais destaque no cenário nacional – o Paraná já é o segundo maior pólo de confecção em volume de produção, ficando atrás apenas de São Paulo.

Além disso, Apucarana é considerada a capital do boné, responsável por 90% da produção nacional; Terra Roxa é a capital da moda bebê – o setor é responsável por 30% da economia do município e emprega, direta e indiretamente, mais de 3,5 mil pessoas; e Cianorte é a capital do vestuário, onde existem mais de mil marcas de roupas.

4. Construção civil é responsável por mais da metade das vagas de emprego do Paraná

Muita gente não faz nem ideia, mas a construção civil é um dos principais setores industriais do Paraná e do país. As atividades definidas dentro deste setor geram expressivo efeito multiplicador na economia. Segundo informações do Ministério do Trabalho, o setor foi responsável por mais da metade (50,4%) das vagas de emprego formais abertas no estado em julho deste ano, registrando a maior variação positiva desde 2014.

5. Indústria farmacêutica vem crescendo cada vez mais

A indústria farmacêutica está em constante ascensão no mercado econômico. Esse crescimento é impulsionado pelo aumento da expectativa de vida, maior preocupação com a saúde, avanços tecnológicos, crescimento no mercado de genéricos, gestão competitiva das indústrias, lançamento de novos produtos, avanço da biotecnologia, fusões e aquisições, entre outros fatores.

 

REFERÊNCIA: MASSA NEWS