AS 35 EMPRESAS 'BILIONÁRIAS' DO PARANÁ

Pelo menos 35 empresas com sede no Paraná tiveram receita líquida de R$ 1 bilhão ou mais em 2016. O número é um pouco maior do que o registrado no ano imediatamente anterior, quando o estado tinha 33 empresas com receita bilionária. Os números fazem parte do anuário “500 Maiores do Sul”, elaborado pela revista Amanhã e pela auditoria PwC com base nos balanços divulgados pelas próprias companhias.

De acordo com o levantamento, o Paraná é sede de 185 das 500 maiores empresas da Região Sul.  As companhias com sede no estado tiveram, juntas, receita de R$ 178,81 bilhões e lucro de R$ 15,85 bilhões em 2016. Elas também acumulam um patrimônio estimado em R$ 178,81 bilhões.

Em termos de receita líquida, 35 representantes paranaenses alcançaram um resultado igual ou superior a R$ 1 bilhão. O número pode ser ainda maior, já que foram listadas somente as empresas que toparam disponibilizar seus dados ao ranking.

Confira as 35 empresas com sede no Paraná que tiveram receita bilionária em 2016.

Os dados são do anuário “500 Maiores do Sul” e foram arredondados:

  1. Copel - R$ 13,1 bilhões
  2. Itaipu - R$ 12,4 bilhões
  3. Kirton Bank – Banco Múltiplo (Ex-HSBC) - R$ 11,6 bilhões
  4. Coamo - R$ 10,6 bilhões
  5. Renault - R$ 9,6 bilhões
  6. Klabin - R$ 7,1 bilhões
  7. C. Vale - R$ 6,8 bilhões
  8. Coop. Agroindustrial Lar - R$ 4,7 bilhões
  9. Electrolux - R$ 4,5 bilhões
  10. Rumo - R$ 4,3 bilhões
  11. Cálamo Distr. Produtos de Beleza (do Grupo Boticário) - R$ 3,7 bilhões
  12. Sanepar - R$ 3,5 bilhões
  13. Cocamar - R$ 3,5 bilhões
  14. Copacol - R$ 3 bilhões
  15. Gazin - R$ 2,9 bilhões
  16. Integrada Cooperativa Agroindustrial - R$ 2,7 bilhões
  17. Castrolanda - R$ 2,7 bilhões
  18. Santa Terezinha - R$ 2,6 bilhões
  19. Cereais Central - R$ 2,6 bilhões
  20. Frimesa - R$ 2,5 bilhões
  21. Potencial Petróleo - R$ 2,4 bilhões
  22. Frisia - R$ 2,3 bilhões
  23. Coopavel - R$ 2,1 bilhões
  24. Companhia de Arrendamento Mercantil RCI Brasil - R$ 1,9 bilhão
  25. Supermercados Cidade Canção - R$ 1,9 bilhão
  26. Positivo Tecnologia - R$ 1,7 bilhão
  27. Coasul - R$ 1,5 bilhão
  28. Copagril - R$ 1,4 bilhão
  29. Berneck - R$ 1,3 bilhão
  30. Capal - R$ 1,3 bilhão
  31. Arauco - R$ 1,2 bilhão
  32. Paraná Banco - R$ 1,2 bilhão
  33. Nissei - R$ 1,1 bilhão
  34. Cacique de Café Solúvel - R$ 1,1 bilhão
  35. Banco Sistema (Ex-Bamerindus) - R$ 1 bilhão

FONTE:GAZETA DO POVO