EMPRESA DE PINHAIS VENDEU 15 MILHÕES DE FORMAS DE PAPEL ESTE ANO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empresa nascida em Pinhais é umas das principais distribuidoras de formas para panetones e bolos do país. A Sulformas chegou a marca de 15 milhões de unidades vendidas no ano. Só de formas de panetone, já foram 8 milhões.

A companhia é distribuidora oficial da Ecopack, assadeiras de papel que podem ir ao forno. O público cativo são lojas de embalagens que atendem boleiras. Além de clientes significativos em Curitiba. Pelo Brasil são mais de 800 pontos de venda.

Setembro é tradicionalmente o mês de lançamento das novidades em bolos e panetones para o Natal. A partir daí, não demora muito para os consumidores passarem a se deparar com esses itens nos supermercados e com a divulgação de cardápios para encomendas de fim de ano.

De acordo com o diretor comercial da empresa, Anderson Oliveira, 65% do faturamento anual da Sulformas se realiza no trimestre que abrange setembro, outubro e novembro. “Nessa época nos preparamos para vender mais de 5 milhões de formas de panetones e forminhas de bolos, especialmente para brindes”, pontua.

“Fornecemos para as grandes marcas de bolos e panetones e também para microempreendedores individuais que produzem de forma artesanal e em menor quantidade”, conta ele.

Para atender a esse setor, com perfis tão diferentes de negócio, a Sulformas criou uma linha de varejo adequadamente fracionada. “Adaptamos nossa política comercial de forma a viabilizar opções acessíveis – em quantidade e preço – para todo tipo de cliente. Democratizar o acesso a formas forneáveis de qualidade internacional e oferecer soluções conjuntas para o segmento de panificação, confeitaria e apreciadores da cozinha prática e sustentável é o cerne da nossa missão”, frisa o diretor.

Hoje, a Sulformas investe em um processo de solidificação da marca. “Nossa meta é ser a maior referência na distribuição e apresentação de formas forneáveis no país até 2020, através das formas Ecopack e de lançamentos da linha própria Sulformas”.

 

FONTE: GAZETA DO POVO