VENDAS EM OUTUBRO DEVEM CRESCER 8% COM O DIA DAS CRIANÇAS

 

Este mês promete trazer um novo aquecimento para as vendas do varejo, sobretudo devido ao Dia das Crianças. De acordo com levantamento da ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), a data comemorada no feriado religioso de Nossa Senhora Aparecida, deverá trazer um grande fluxo de pessoas aos shoppings e um aumento nas vendas de até 8% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo levantamento feito com a rede de lojas Ri Happy, os brinquedos mais desejados pelas crianças continuam sendo os licenciados e personagens de mídia. Entre os destaques estão as bonecas Baby Alive, LOL, Hot Wheels, Marvel, Toy Story, Lucas Neto, Patrulha Canina, PJ Mask, Slime e jogos de tabuleiro.

“O Dia das Crianças é uma data muito importante para o varejo e o último trimestre do ano é uma excelente oportunidade para os varejistas trabalharem com condições especiais, brindes e ações de relacionamento com o cliente”, afirmou Luís Augusto Ildefonso, diretor institucional da ALSHOP.

Pesquisa realizada pela Social Miner/Opinion com mais de mil consumidores de todas as regiões do Brasil, 58% dos entrevistados pretendem fazer compras no Dia das Crianças. Ainda segundo o levantamento, 72% disseram que devem comprar brinquedos para dar de presente.

Para celebrar o momento, algumas lojas do segmento irão realizar atividades lúdicas e gratuitas com as crianças, com o objetivo de incentivar a relação entre pais e filhos.

 

68% DOS PARANAENSES PRETENDEM PRESENTEAR NESTE DIA DAS CRIANÇAS

Sondagem da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) mostra que 68% dos paranaenses pretendem presentear neste Dia das Crianças. O percentual é superior aos 61% verificados no ano passado, o que significa um crescimento de 11,5%. Em média, duas crianças serão presenteadas, principalmente com brinquedos, com 60% das intenções de compra. Sapatos e roupas foram mencionados por 25% dos entrevistados, seguidos por jogos educativos (17%), eletrônicos (10%), livros e afins (6%) e cosméticos (1%). Há também os que darão o valor em dinheiro para a criança escolher o presente (4%).  Apenas 1% dos consumidores consultados ainda não decidiram o que comprar.

O tíquete médio terá elevação de 13,7% este ano, passando de R$ 77,74 em 2018 para R$ 88,44 neste Dias das Crianças. A maior parte dos presentes (41%) custará entre R$ 51,00 e R$ 100,00; as lembranças com valor até R$ 50,00 representarão 28%; os presentes entre R$ 101,00 e R$ 150,00 corresponderão a 15%; entre R$ 151,00 e R$ 200,00 a 8%, e os presentes mais caros, acima de R$ 200,00, serão 8%.

A maior parte dos consumidores, 36%, planeja pagar o presente à vista em espécie. Os que vão parcelar do cartão de crédito são 22%; à vista no cartão de débito, 20%; e no vencimento do cartão de crédito, 18%.

As lojas no centro da cidade serão os locais de compra de preferência dos paranaenses, com 43%, seguidas pelas lojas de bairro (24%) e pelos shoppings (21%). As compras pela internet devem representar apenas 4%; em hipermercados, 3%, e o comércio informal a 1%.

A escolha do presente será feita pelo adulto em 60% das compras, enquanto 38% das crianças poderão escolher o que desejam ganhar.

As crianças serão presenteadas principalmente pelos pais (61%) e por outros familiares (27%). Com 17%, padrinhos e madrinhas também devem comprar presentes para seus afilhados, enquanto 5% dos entrevistados presentearão crianças com as quais não possuem grau de parentesco.

Metodologia

A sondagem da Fecomércio PR ouviu 311 pessoas, no período de 16 a 25 de setembro.

 

FONTES: MERCADO & CONSUMO / FECOMÉRCIO PR